Topo
Tempero

Tempero

Categorias

Histórico

Copa do mundo com frio? Só uma boa feijoada salva

Claudia Lima

2020-06-20T18:04:00

20/06/2018 04h00

Foto: Getty Images

Junho é um dos meu meses preferidos do ano: apesar de odiar o inverno, é nesta época que comemos as melhores coisas do mundo. E neste ano, para ajudar, ainda estamos em plena época de Copa do Mundo.

Apesar do desânimo geral da nação (que dá uma piorada com as baixas temperaturas), aposto que quando chegar a hora H e todo mundo vai convidar os amigos e a familia e dar aquela olhadinha na TV para acompanhar a partida.

Sou dessas. Por isso, para nao ficar desprevenida, elegi um prato que você pode fazer para servir os convidados: Feijoada: esta delícia que além de ter tudo a ver com o clima (de copa e da temperatura), é uma unanimidade nacional.

A versão tradicional precisa de uma certa antecedência para dessalgar as carnes (ou comprá-las já sem sal). Se você quer dessalgá-las rapidamente, coloque as carnes em uma panela e cubra com água gelada. Leve ao fogo. Quando começar a ferver e formar espuma, retire as carnes, jogue a água fora e repita o proceso por mais 4 vezes. Até sentir que o sal foi retirado. Na hora de preparar a feijoada, convém não salgar, pois a carne ainda pode ter sal residual.

Atenção para os acompanhamentos, em especial o molho: tem gente que preparar com o próprio caldinho do feijão. Na minha família, minha mãe fazia um molho imbatível: um maço (sim, um maço) de salsinha bem picado. Junte: uma pimenta dedo-de-moça picada (ou mais, se quiser mais apimentado), cebolinha, suco de um limão, sal e pimenta a gosto e bastante azeite, Misture bem e sirva.

Quer uma variação sobre o mesmo tema? Feijoada de Frutos do Mar. Feita com feijão branco, é mais leve, fácil e rápida de preparar e igualmente saborosa. No preparo, lulas, mexilhões, polvo e camarões são cozidos em um caldo de peixe e temperados com tomate e coentro.
Outra versão com carne branca, a Feijoada de Polvo é bem substanciosa e além do crustáceo, o sabor é realçado com um bom chouriço português. E são usados dois tipos de feijão-manteiga e vermelho. para finalizar, uma farofinha feita com broa de milho.

Com sotaque português, a Feijoada Trasmontana é bem "forte": feita com feijão branco, leva partes do porco: joelho, costela, orelha e chouriço português. Para acompanhar, arroz cujo cozimento é feito com a água do feijão. Ela se assemelha com o Cassoulet, que leva além destes ingredientes, legumes como cenoura, salsão, alho-poró e pato.

Nossa, dá para escolher uma receita para cada jogo. E se sobrar um pouco da feijoada tradicional, prepare um bolinho ou um bom caldinho e sirva com cerveja. Aí é impossível não entrar no clima.

Sobre a autora

Jornalista formada pela PUC-SP, Claudia Lima sempre esteve às voltas com as panelas e música. Trabalhou em veículos como Folha de S. Paulo, Revistas Tpm e Trip, Gol e Veja São Paulo. Criou e coordenou o canal de notícias e receitas UOL Comidas. Hoje, resgata suas memórias com sua empresa "Doces Bárbaros da Clo", especializada em bolos e sobremesas.

Sobre o blog

Um espaço para quem ama saber novidades da gastronomia e quer aprender a fazer receitas simples, práticas e gostosas. Sem afetação!