Topo
Tempero

Tempero

Categorias

Histórico

Panqueca: uma paixão nacional (e mundial) muito fácil de preparar

Claudia Lima

2009-09-20T18:04:00

09/09/2018 04h00

Foto: Getty Images

Quem é que não gosta daquela massinha recheada com generosas porções de carne moída refogadinha temperada com azeitona, cheiro verde e ovos picadinhos? Ou aquele franguinho desfiado cremoso, com um leve toque de requeijão (e quem sabe milho cozido)?

Há uma lenda que diz que a panqueca teria surgido na França, depois que uma cozinheira deixou cair acidentalmente uma quantidade de massa na fogão. Vendo que cozinhou rapidamente e manteve um sabor agradável, descobriu então um novo prato. Verdade ou não, não importa muito se a panqueca tem sabor e sotaque francês, americano ou português, ela é um sucesso.

Lembro quando criança curiosa por cozinha (e comilona) que eu era, logo quis aprender com a mãe como preparava a tal "mistura". Logo descobri um segredo universal: a primeira panqueca SEMPRE dá errado. Não me pergunte, como, nem por quê. Não é uma questão da massa ter desandado ou de você ter errado a receita. O fato é que isso acontece em praticamente 100% dos casos.

Uma das minhas explicações é porque a frigideira não está devidamente aquecida quando recebe a primeira concha do líquido. Mas não se preocupe: passada esta etapa, fica tudo lindo.

Fazer panqueca é fácil e a receita básica é simples:

  • 2  xícaras de leite
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 4 colheress de sopa de óleo
  • 2 ovos
  • 1 pitada de sal

Bata tudo no liquificador  e coloque uma concha por vez na frigideira levemente untada com óleo. Deixe dourar dos dois lados  retire.

A partir daí, você pode — e deve — ousar nos recheios, que podem ser, além dos citados acima, basicamente tudo o que você quiser: creme de espinafre (ou espinafre com ricota), salmão ou sardinha.

Outros sotaques

Para o café da manhã, a panqueca ideal é a americana, aquela bem gordinha, servida com mel e frutas. A diferença na massa está na hora do preparo: a adição do fermento que faz com que a massa cresça e fique aerada.

Já para as sobremesas, as crepes francesas seguem o mesmo princípio da nossa panqueca, porém a menor quantidade de farinha, a deixa com uma textura mais delicada.

A Crepe Suzette é a mais conhecida, servida com uma calda à base de licor e gomos de laranja. Gostou? Clique e veja  mais ideias para sua panqueca do dia a dia, do café da manhã ou para uma ocasião especial.

Sobre a autora

Jornalista formada pela PUC-SP, Claudia Lima sempre esteve às voltas com as panelas e música. Trabalhou em veículos como Folha de S. Paulo, Revistas Tpm e Trip, Gol e Veja São Paulo. Criou e coordenou o canal de notícias e receitas UOL Comidas. Hoje, resgata suas memórias com sua empresa "Doces Bárbaros da Clo", especializada em bolos e sobremesas.

Sobre o blog

Um espaço para quem ama saber novidades da gastronomia e quer aprender a fazer receitas simples, práticas e gostosas. Sem afetação!