menu
Topo
Tempero

Tempero

Categorias

Histórico

3 delícias mineiras para você fazer: pão de queijo, doce de leite e lombo

Claudia Lima

09/10/2018 04h00

Sabia que dá para fazer pão de queijo com três ingredientes? Fica divino! Foto: Getty Images

Estive neste final de semana em Belo Horizonte e preciso dizer: voltei apaixonada. Não foi minha primeira vez na cidade, mas, desta vez, pude conhecer muito mais desse canto tão bacana do Brasil. E claro que quem vai a Minas fala do quê? Comida, claro!

Cheguei em BH logo depois de uma viagem à Alemanha e foi uma delícia voltar aos nossos sabores do dia a dia com uma comidinha mineira.
Como sou boa de garfo, sempre dou um jeito de saber como fazer os pratos dos lugares que eu visito. Dois clássicos vieram para o meu prato nesta passagem pela cidade.

Lombo suculento
Quando a gente fala em lombo logo pensa naquela carne saborosa, mas que geralmente fica superseca, certo? Pois o Sr. Leandro Nunes, um dos filhos da Dona Lucinha, clássico restaurante de Belo Horizonte (que tem filial em São Paulo) me ensinou como deixar a carne maravilhosa –sim, foi o melhor lombo que já comi na vida.

Para 1 quilo de lombo, prepare uma marinada com 100 ml (ou 1/2 copo) de vinho branco, 300 ml suco de laranja e os temperos habituais: sal, pimenta, cheiro verde, louro, alho, cebola. Coloque o lombo e deixe até o dia seguinte, virando de vez em quando.  Leve para cozinhar em uma panela tampada, até que ele fique macio. Retire, leve a uma frigideira para dourar por fora e corte em fatias. Sirva com batatas coradas, couve, brócolis… Garanto, nunca mais você vai querer comer lombo de outra maneira.

Doce de Leite Cremoso
Vou ser polêmica: em matéria de doce de leite, não tem argentino ou uruguaio: para mim, o doce de leite mineiro é imbatível. Por que? Ele é ultracremoso e tem sabor muito mais suave. A receita é apenas leite e açúcar. O segredo, porém, é a quantidade de açúcar que se coloca na hora de preparo: para cada litro de leite, use 100 gramas de açúcar. "Em cozinha artesanal, fazemos as coisas muito no olho. Por isso, prove. Se achar que tem pouco açúcar, coloque um pouquinho mais. Se ficou açucarado demais, acrescente mais leite", ensina seu Leandro.

Leve tudo ao fogão e prepare o muque: o doce leva pelo menos uma hora no fogo baixo, mexendo sem parar. Ele está no ponto quando atingir a consistência de mingau (nem muito ralo, nem muito grosso).  Sr. Leandro ensina que quanto mais açúcar, mais firme e escuro fica o doce. Se colocar menos, mais cremoso e claro ele fica. "Aí vai do gosto de cada um", diz.  E completa: "Não pode parar de mexer, senão o doce empelota e 'pega' no fundo da panela".

Pão de Queijo
Este é "o clássico" mineiro. Infelizmente, por total falta de tempo, não consegui comer nenhum pão de queijo bom na cidade. Na correria de conhecer várias coisas, ele acabou ficando de fora… Por isso, logo que cheguei fui tratando de matar minha vontade. E encontrei uma receita do Cozinha da Tata, que leva somente três ingredientes e sal:

1 caixinha de creme de leite;
1 xícara (chá) de polvilho azedo;
1 xícara (chá) de queijo ralado grosso (pode ser parmesão por exemplo)
sal a gosto
Misture tudo até conseguir formar bolinhas. Se precisar, junte um pouco mais de polvilho ou leve à geladeira para firmar antes de enrolar. Asse em forno quente preaquecido a 220 graus até que fique douradinho.

Os mineiros que já provaram garantem: fica divino!

Sobre a autora

Jornalista formada pela PUC-SP, Claudia Lima sempre esteve às voltas com as panelas e música. Trabalhou em veículos como Folha de S. Paulo, Revistas Tpm e Trip, Gol e Veja São Paulo. Criou e coordenou o canal de notícias e receitas UOL Comidas. Hoje, resgata suas memórias com sua empresa "Doces Bárbaros da Clo", especializada em bolos e sobremesas.

Sobre o blog

Um espaço para quem ama saber novidades da gastronomia e quer aprender a fazer receitas simples, práticas e gostosas. Sem afetação!